vida

os adultos não fazem o trabalho de casa

Sempre enxerguei os mais velhos como responsáveis e corretos mas quotidianamente tenho observado e conversado com desconhecidos que me levaram a crer que não é bem assim, os adultos não fazem o trabalho de casa.

Uma senhora ao meu lado no autocarro pode ter sido nos seus 20 anos (a fase em que se molda um adulto) uma Cátia que não queria saber da sua educação, não tinha objetivos, não desenvolveu-se mentalmente, nem cuidava da sua saúde. E tornou-se em…nada, é a mesma Cátia diabética só está mais velha com contas para pagar presa numa vida difícil. Culpa os outros, a vida ou o destino, tudo menos ela porque tomar responsabilidade pelas suas decisões é demasiado difícil. Quando finalmente acorda avisa a próxima geração mas estes vão copiar inconscientemente os mesmos hábitos. Como alguém que nunca aprendeu disciplina pode ensinar disciplina?

Até agora não tinha reparado que este tempo todo a escola prepara o aluno para uma parte da vida adulta com uma boa alimentação (cantina), exercício físico (aulas de educação física), leitura todas as semanas (projectos de português), levantar cedo (hora de entrada) e ser assíduo (penalização nas notas). Tudo isto é o trabalho de casa do adulto traduzido para as crianças e adolescentes, quando não realizado é um autocarro de adultos irresponsáveis apenas deambulando pela vida.

T.

 

Anúncios

Parenting Yourself and Get Shit Done

bububelem

Tenho procurado livros, podcast e tedtalks de vários entrepreneurs que abordam assuntos sobre hábitos, cérebro, motivação, organização e disciplina. Um deles disse algo que marcou-me muito.

Quando somos novos os nossos pais nos obrigam a fazer as coisas que não gostamos porque nunca vamos ter vontade. É agora ou nunca. Mas ninguém te avisa que, ao te tornares legalmente adulto, tens de te forçar to get shit done, tens de educar-te, abraçar as tuas responsabilidades. Esse conceito de abraçar as minhas responsabilidades surgiu de uma situação simples. Um dia tinha que ir tratar de algumas papeladas que acho sempre chato essas coisas de adulto e ia enrolando e enrolando. Até que num solilóquio ficou tão claro para mim que, não há como fugir, mais cedo ou mais tarde eu tinha que deixar feito. Nesse momento em que simplesmente aceitei e abracei as minhas responsabilidades o meu dia correu melhor. Só tens de focar em uma função de cada vez, tomar acção e partir para a próxima tarefa.

Dito assim parece bonito mas na prática não é? Desliga as tuas emoções e obriga-te. Queres acordar as 5 da manhã para aproveitar melhor o teu dia? Levanta, não pensa, vai correndo pegar um café e comer. Queres correr as 6 da manhã 3x/semana, chega a hora e pensas como está quentinho a cama? Corta essa, levanta e quando veres soube-te mesmo bem ter ido. Só custa os primeiros cinco segundos, a partir do momento que tomas acção vais te sentir melhor e assim crias um hábito. Se o cérebro vicia em maus hábitos, não podemos torná-lo viciado em bons hábitos?

Podemos sim, T.

End Of The Summer

img_20160910_194602

Este Verão foi, com certeza, o mais marcante que já tive em anos. Saí da depressão assim que tomei a decisão de não tomar mais a pílula, fiquei solteira, trabalhei em mim fisicamente e psicologicamente, conheci muitas pessoas e eliminei outras, não parei em casa, festejei, reflecti, visitei o Porto mas principalmente: Vivi!

Parece tanto quanto banal dizer que vivi mas é um conceito novo para mim. Vi o meu corpo se transformar e comecei a achar-me bonita; realizei a minha lista de coisas por fazer, como por exemplo doar sangue (medo de agulhas); tive momentos de mãe e filha que a depressão antes não me permitia; descobri que sou atraente para rapazes que nunca pensei ser; percebi que não podia por a minha felicidade nas mãos de outra pessoa, eu sou capaz de ser completa por mim mesma; chorei e ri muito; atingi uma vibe tão positiva e equilibrada que as pessoas ao meu redor começaram a notar, era impossível não notar, estava estampado na minha cara; etc. Contudo, antes disso foi necessário ficar sozinha, até mesmo sem o blog e apenas quando chegou a hora, saí e fui viver.

Agora o Verão acabou, a rotina voltou e consequentemente o espírito de trabalho também. Porém, o fim desta estação tem um significado maior para mim, chegou a hora de tudo o que reflecti e estabeleci ser posto à prova.

T.

Acredita e acontecerá

Estou a passar por uma situação muito complicada que surgiu do nada. Consequentemente, é normal gerar pensamentos negativos mas tenho o poder de mudar isso! VOCÊ também pode mudar a frequência em que te encontras neste exacto momento. Mas, como?

Reparei que todas as coisas que consegui por conta própria, seja ela material ou psicológica, visualizava na minha mente como se já tivesse obtido e realmente sentia as emoções ao tê-la. Entretanto não é tão simples assim, tens que focar nesse objectivo todos os dias movida por pensamentos positivos e acreditar independentemente da opinião dos outros. Por exemplo, se pensares “não quero mais guerras” estás a mandar uma “mensagem” das coisas que não queres que aconteçam, estás a por as tuas energias no negativo e não vais sair daí tão cedo. Porém, se pensares “eu quero paz” e concentrar nisso todos os dias estás a abrir portas que te permite trabalhar nisso.

Para além de visualizar a chegada dessa meta tão desejada, focar todos os dias nela e acreditar, tens de ter paciência. Acredito que se colocares x tempo apenas complicará. Elas chegam no momento que menos esperares e nem vais perceber como passou rápido!

T.

Uma Segunda Oportunidade

DSCF7143

Ter uma vida estável para mim foi sempre inatingível porque atribulada e negativa, por isso decidi que tinha de mudar a maneira que encarava situações que surgiam. Correu tudo bem por quase um ano de pura felicidade mas agora todo o esforço que tive foi por água abaixo. A velha Tá, sendo ela muito negativa, pensaria que se a primeira tentativa correu mal então a segunda nem era melhor tentar. Entretanto com esse quase um ano aprendi como controlar coisas e ver com outra postura, posto isto, a Tá de hoje diz que a segunda vai ser melhor e duradoura.

Para chegar a isso tenho me entretido com as coisas que mais gosto e que mantém calma. Por exemplo exercício e yoga, é essencial para manter equilíbrio mental e físico na minha rotina. Voltei aos livros por isso vai haver reviews deles aqui. Jardins ou praias, os lugares mais gostosos e serenos para fugir da agitação e stress da capital. A minha regra número um é eliminar tudo que me faça mal, manter-me afastada de confusões e assim voltarei à minha vida equilibrada.

T.

 

Faça Sozinha

 

Estava em Lisboa aborrecida da vida sem planos nenhum, o que até é mentira minha porque as meninas combinaram um jantar mas não pude ir, depois outro convite para irmos aos santos e à praia mas já sabia que não iria estar na cidade. Voltando ao assunto, nessa altura de puro tédio pensei em inúmeras coisas para poder conhecer a capital em que vivo há mais de 1 ano, eu sei que é um bergonha (vergonha) não saber muito sobre ela mas ser trabalhador-estudante não me permite tal “luxo”. Entretanto percebi o quanto fico receosa só de imaginar sair sozinha para algum lugar ou fazer alguma coisa sozinha, não deveria ficar nem surpresa porque até pedir a minha comida no restaurante tenho vergonha.

Não sei de onde essa timidez vem, talvez da forma como fico num espaço fechado com muita gente. Por exemplo quando não sabia que havia greve e fui de metro, aquilo encheu tanto que teve pessoas que ficaram para atrás. A minha respiração acelerava, as minhas mãos transpiravam, não suportava o toque dos outros e do quão próximo delas eu estava. É uma situação que me deixa bastante aflita.

Contudo, é claro que consigo ir às compras sozinha, almoçar fora sozinha. O problema é conhecer o que realmente está lá fora ou fazer algo por conta própria, mesmo com meros 20 anos. Mas desafio-me e desafio-te a tomar o mesmo rumo, fazer as coisas por ti, para ti, por conta própria, só assim é que se vai ter comando da própria vida não é?

T.

Nos meus 19 anos

No ano passado fiz um post do que se tinha passado nos meus 18 anos, mudanças, amigos, etc. Passado algum tempo vi que foi uma boa ideia, era como um resumo do meu ano e podia reviver através das fotos. Como teve um resultado positivo decidi fazer todos os anos enquanto tiver o blog.

19 anos

Quando fiz os 19 anos no dia 23 de Maio, recebi uma chamada sobre emprego então trabalhei metade do dia. O que acabou por me deixar um pouco triste mas como tenho o melhor namorado do mundo, fez com que tudo fosse perfeito!

bfDSCF7822

Primeira “colaboração” com outra blogger

A Ana do blog “Ana na Suécia” deu-me pessoalmente um produto para pintar o cabelo da The Body shop, e ainda surpreendeu-me com o óleo como um extra.

wpid-dscf8057.jpg

Primeira vez em Vila Franca de Xira

O plano era ter um fim de semana descansado em casa mas uns amigos chamaram-nos para ir numa mini viagem porque tinham casa perto da cidade.

bfDSC00459

Amigos da Covi em Lisboa

Há algum tempo que já tinha convidado os rapazes para passar uns dias em minha casa, sem volta a dar resolveram em aceitar e foi um Verão muito tranquilo, tirando algumas confusões da vida nocturna de Lisboa.

oi

Outra vez na Ilha dos Sons

Fui pela segunda vez à Ilha dos Sons, só que com muita mais gente comparado com o ano passado. As instalações estavam muito melhores dessa vez mas os concertos não estavam nada de especial, fomos mais para o convívio.

hyj10631151_510694239066689_9035646971350360459_o

Primeiro emprego como lojista

Consegui através de conhecidos da minha mãe, o meu primeiro emprego numa loja. Foi uma experiência boa e má, como uma introdução ao mundo do trabalho “a sério”, porque neste negócio de comércio há muito jogo sujo para poder vender e lucrar.

oi98

Criei o canal 

Sempre quis poder comunicar de outra forma com leitores que não sejam da minha família ou amigos, por isso tomei coragem e fiz a conta. Entretanto com o trabalho a full time muitas coisas se passaram e não consegui dedicar-me da mesma forma que fiz com o que blog, acabei por apagar os vídeos, esperei uns meses e voltei com mais dois. Ainda tenho que marcar uma rotina e levar mais a sério como faço aqui.

o98ui

Montei o meu quarto

Com a mudança deixei quase todos os móveis na outra casa porque queria tudo novo, sabe aquela coisa de como é uma vida nova e quer tudo “fresh”? Foi isso que aconteceu ahahah. Trabalhei durante 5 meses para poder comprar tudo, só falta umas coisas de decoração que não fazem falta por agora, até porque vou mudar-me outra vez (cama brimnes + dreams come true).

oi987y6

Dia dos namorados no zoo

Nunca liguei muito para o dia dos namorados, dão a ideia de que é “obrigação” do namorado presentear a(o) namorada(o). Na nossa relação foi sempre algo para os dois, tirando o aniversário de cada um. Por isso decidimos ir ao zoo que era um lugar legal para passear e é rico em natureza.

rgrghjfDSCF4846

Mudança de Visual

Sonho desde nova com cabelo loiro, a Beyoncé  é o melhor exemplo para mim de “negra loira”. Por isso decidi tirar a dúvidas de uma vez por todas se me ficava bem ou não, o que não estava a contar é que mesmo recorrendo a um cabeleireiro iria correr mal, e eu que não tenho experiência nisso, teria de corrigir.

DSCF4869

Conheci a DoryDory

Tanto o David e a sua irmã como eu somos apaixonados por cães, eles sempre desejaram um mas por vários razões os pais não deixavam. Entretanto este ano conseguiram convencê-los e adoptaram uma cachorrinha, ela é uma danada mas às vezes consegue ser uma querida.

11102639_617421781727267_6537752144616017905_n

Semana académica

Fui no último dia da semana académica da Covilhâ, este ano foi uma mistura dos dois últimos anos, ou seja foram músicas repetidas. Decidi ir mesmo só para estar com os amigos, namorado, divertir-me um pouco.

11079654_883358508394701_6344831584262814981_n

1796831_623674374435341_386686427918111504_o

Novo Telemóvel

Agora com mais de um ano do blog sinto-me mais à vontade em divulgá-lo, sendo assim sinto uma maior necessidade de estar presente nas redes sociais o que o meu telemóvel anterior não permitia. Por isso comprei recentemente o Wiko High Way Signs.

wiko1

Desafiei-me comprar nas lojas online que mais desejava

Comprar online deixa muitas meninas com receio, muita coisa pode dar errado, já tive essa experiência com a Missguided, por isso é que só volto a comprar nas outras duas lojas que já fiz review, Forever21 e New Look. Agora só falta comprar na Asos visto que é bem conhecida por todas a bloggers.

newlookorder

Gala de Finalista

Se viram no link anterior da New Look vão entender o que aconteceu com o meu vestido, o quanto fiquei decepcionada com o serviço e a qualidade do produto que encomendei na Missguided. Tive de Levar um backup, o que fiz muito bem ter para essas situações.

O propósito da gala era reunir todos do curso porque já eram finalistas, vão agora para o mestrado e por isso podem se separar caso alguém resolva fazê-lo noutra faculdade. Quem é de fora e quiser perceber como a faculdade aqui em Portugal é só comentar ou deixar mensagem na página do blog, visto que o meu namorado já fez um post sobre o mesmo tema mas penso que ainda não está completo, há quem ainda não entenda o que é a bênção, mestrado etc.

https://www.facebook.com/Photospedrolopes

Os meus 19 anos foi de muitas viagens, durante esse ano só fui duas vezes à Évora, e o resto do meu tempo foram todas na Covilhã. Não estou a reclamar, pelo contrário, aproximei-me muito mais das pessoas que também fazem parte da vida do David e conheci outras novas. Acho que posso resumir o meu ano como estável, cheia de alegria, viagens, novos amigos e até melhorei a minha relação com colegas da minha turma. Parece que não ficar pulando de cidade em cidade e ter de começar tudo novo ajuda bastante para uma vida melhor, sinto-me mais feliz e consequentemente mudou a minha postura e a minha expressão.

Agora nos meus 20, como é uma idade sempre mais relevante vou fazer uma lista de 20 coisas que fico enrolando para fazer, e outras para superar medos. Parece até bobo e que é treta mas eu quero saber responder “como foram os teus 20 anos”, entendem? Quero eu seja significativo e diferente.

Happiness makes you beautiful

Estava a pensar o quanto a felicidade pode fazer uma pessoa bonita, a expressão do rosto, acções e energia mudam num instante. Esse estado eufórico em que me encontro cada vez que viajo para a serra transforma-me totalmente numa criança retardada, o que por um lado preocupa-me porque já vou fazer 20 anos e não sei o que isso significa. Tenho de levar as coisas mais a sério, ter outra postura? Por outro, essa característica psicológica sempre esteve comigo, não seria eu mesma se a prendesse portanto posso ser um “adulto-criança”. De qualquer forma tenho uma família para me aturar, um lugar que me faz sentir em casa por isso posso dizer em alto e bom som que consegui alcançar o máximo da felicidade, isso foi sempre inalcançável para uma pessoa instável como eu era. Para quem o é, prometo a medida que você for crescendo isso mudará e sentirás totalmente positivo com todas as coisas da tua vida, dependendo das tuas escolhas e companhias.

T.

Saudades Dos Problemas

É normal sentir falta de problemas? Nesta fase da minha vida está tudo muito calmo. Os estudos vai bem, o namorado vais mais que maravilhoso, estou desempregada porém não é uma obrigação  mas acho importante obter os seus sonhos por conta própria do que as custas dos pais.

Com todo este tempo livre que agora tenho, vi o quanto senti falta de me dedicar ao blog, o gosto de fazer os postes. É diferente quando você se vê atarefada, passa a ser um dever escrever antigos para não deixar  blog  parado e não um passatempo, entendem?

Sinto saudades do dinamismo na minha vida, problemas davam-me isso porque levava-me a procurar uma solução para tal desafio. Um pouco triste não é? Mas a minha vida em Lisboa não é boa, mesmo após um ano não me sinto em casa.

Se vermos bem, posso pegar nessa tranquilidade e transformar em uma complicação. Se é uma complicação já posso procurar por uma saída, desta forma o entusiasmo estará de volta não é? Isto foi apenas uma reflexão sobre como estou agora, talvez algum de vós também está neste estado ou esteve.

T.

Errar e Reconhecer

Sempre fui complicada e quando digo complicada chega ao ponto de explodir com a cabeça de uma pessoa (abençoado David!).

Naturalmente com novas experiências, situações e pessoas na sua vida você aprende com elas. O trabalho é a única coisa de nova que tenho e claramente posso errar com os meu colegas, foi o que fiz. A Taís de 1 ano atrás teria apenas fingido essa pessoa nem existia e morreria de culpa por dentro. Hoje é muito mais fácil para mim no dia seguinte justificar e desculpar pela a minha atitude impulsiva. Wait, What?

Você tem “permissão” de errar, fazer besteira mas é a tua decisão depois da cagada que fizeste é que te vai fazer mudar. Se foram 3 dias 2 semanas depois que pediste desculpa, não importa. Você reconheceu por si próprio e tomou iniciativa, isso devia ser visto como o mais importante.

T.