Séries/Filmes/Livros

milk and honey – rupi kaur

A primeira vez que li um poema da Rupi Kaur indentifiquei-me imediatamente com ela e assim comecei a minha busca pelo Milk And Honey mas não encontrava em inglês. Em vista disso estava determinada em levar a minha procura até Londres. Por conseguinte esse livro teria muito mais significado do que já tinha para mim: de Londres, da minha livraria dos sonhos e em inglês. Três desejos realizados de uma vez só.

Milk And Honey É uma jornada pessoal, ela está de coração aberto para toda gente ler e por isso é tão sensível carregar este livro. Pelos 4 capítulos há uma transição constante de sentimentos acompanhado por ilustrações de traços finos. Particularmente senti que tinha a Rupi Kaur com a cabeça no meu colo, como uma mãe consola a decepção da filha com o mundo.

The Hurting

O abuso sexual teve início aos 5 anos. O mundo mostrou-lhe desde cedo que o seu corpo não lhe pertencia, sexo e amor são antónimos e ser mulher é ter medo incessante.

“The rape will

Tear you 

In half

But it

Will not

End you” 


The Loving

Ele não tentou por as mãos no que estava entre as suas pernas, primeiro tocou na sua mente e da mesma maneira conheceu o amor. É uma fase de segurança, aprendizado e entrega ao outro. 

“Nothing is safer

Than the sound of you

Reading out loud to me”


The Breaking

Eles sabem que não fazem bem um ao outro mas ficam na mesma, se destruindo numa relação iô iô. 

” I didnt leave because

I stopped loving you

I left because the longer

I stayed the less

I loved myself”

 

The Healing

Ela aprende a ter uma relação consigo mesma antes de ter com outra pessoa.

” you are in the habit

Of co-depending

On people to

Make up for what 

You think you lack

Who tricked you

Into believing

Another person

Was meant to complete you

When the most they can do is complement”

O melhor conselho que eu daria para uma amiga seria isto. Seja você mesma, se ame, se valorize, se cuide, aprecie a tua própria companhia, viaje sozinha, não coloque a tua felicidade nas mãos dos outros e seja completa!

T.

Anúncios

My book wishlist 2017

O meu objetivo este ano é ler 2 livros por mês por isso fiz uma nova lista de livros que quero comprar e se alguém conhecer algum destes livros, faça a gentileza de deixar o seu review aqui nos comentários. Enquanto isso, estou a ler “Admirável Mundo Novo” de Aldous Huxley ♥

As Portas da Percepção

“Aldous Huxley dá-nos uma descrição detalhada do mundo após o consumo de alucinogénios, fala-nos da beleza que encontra nas coisas mais banais e leva-nos a questionar até que ponto é que a nossa perceção do mundo é a verdadeira.”

O Ano Do Sim

“Uma das mulheres mais poderosas de Hollywood, a mega talentosa criadora deAnatomia de Grey e Scandale produtora executiva de Como Defender Um Assassinorevela como dizer SIM mudou a sua vida e como também pode mudar a sua.

Esta comovente, íntima e hilariante autobiografia explora a vida de Shonda antes do seu Ano do Sim -da sua infância algonerd, preenchida com livros e amigos imaginários, até à sua dedicação à criação de personagens televisivas que refletiam o mundo que via à sua volta. E relata a sua vida depois do iníciodo seu Ano do Sim -quando Shonda se obrigou a sair de casa e a subir ao palco; quando aprende a dizer sim à sua saúde e saiu das sombras para o sol; quando aprendeu a explorar, fortalecer, aplaudir e amar o seu eu mais verdadeiro.”

Pensar, Depressa e Devagar

“Daniel Kahneman, distinguido com o Prémio Nobel da Economia em 2002 pelo seu trabalho fundamental em psicologia que questionou o modelo racional de tomada de decisões e de formulação de juízos, é um dos mais importantes pensadores da atualidade. Pensar, Depressa e Devagar transformará a maneira como pensamos acerca de tudo.”

Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas

“Dale Carnegie cedo percebeu que o êxito tem pouco a ver com conhecimentos profissionais. O mundo pertence a quem consegue expressar as suas ideias, assumir a liderança e entusiasmar os outros.”

A Divina Comédia

“Longo poema épico e teológico, A Divina Comédia divide-se em três partes: o Inferno, o Purgatório e o Paraíso. Não há uma datação exacta da obra, mas presume-se que tenha sido escrita entre 1304 e 1321, ano da morte de Dante.”

As Armas Da Persuasão

“Depois de passar anos caindo na lábia de vendedores, arrecadadores de Doações e operadores de telemarketing, o psicólogo Robert B. Cialdini resolveu se dedicar ao estudo da persuasão. Ele queria entender quais eram os fatores que levam uma pessoa a dizer “Sim” a um pedido e que técnicas exploram melhor esses fatores.”

fontes: fnac e wook

T.

Lolita – Vladimir Nabokov (actualizado)

lolita3

Tentei ler várias vezes mas não sei por qual razão não tinha interesse em avançar com este livro, porventura fosse a minha repugnância pelo que no começo é notário o deslumbre de H.H por “ninfitas”. Contudo prometi que não ia deixar nenhum livro a meio, demorei meses para acabar mas aqui estou!

Lolita é um romance entre um adulto e Dolores Haze (Lo pras zamigas) de 12 anos com erotismo em paralelo. Ele casa-se com Charlotte Haze e quando ela morre, busca Lolita para explorar o mundo.

Certamente o leitor pode ter várias interpretações e eu, por exemplo achei que, logo no início conseguimos entrar na cabeça de um pedófilo através da forma como vê as crianças eroticamente. Uma pessoa com esse transtorno de preferência sexual, se entregaria aos seus desejos sem pensar no impacto na criança, mas H.H surpreendeu-me. Ele poderia ter pensamentos sórdidos mas tinha consciência que no momento que mergulhasse na libidinagem, não haveria como voltar atrás para ele e para a inocência das ninfetas, tive a impressão que lutava esse lado como se tivesse duas personalidades. Entretanto para a minha decepção (e eu já sabia que iria acontecer), acabou por tirar-lhe a virtude mas aqui está the tricky thing, o livro é da perspectiva dele. Por um lado pareceu-me que o amava porque o provocava, perguntava se eram amantes, mas por outro, ela lhe disse “olha foi aqui que me violaste” e mais tarde foge. Fiquei sem entender o lado dela e sem confiar no narrador porém uma coisa tenho certeza, eles eram mutuamente destrutivos!

Durante a leitura a sensação de repugnância bandeou-se para compreensão porque pensei que, quando ele a encontrasse de novo sem as feições infantis não iria sentir atracção nenhuma, mas na verdade, o que eu considerava ser lascívia e obsessão dele, era amor de corpo e alma: “Compreendem, eu amava-a. Foi amor à primeira vista, à última vista, a todas as vistas”. Assustadoramente admiro-o!

Humbert Humbert lutou até onde conseguiu, amou-a verdadeiramente e teve noção que estragou-lhe a vida. Eu sei que muita gente não concorda, é por isso este livro é tão poderoso para além da forma de como está escrito, cada pessoa vai ter a sua concepção.

T.

ps: escrevi este post com apenas 3h de sono por isso eliminei-o, achei o review muito breve e agora reescrevi em melhores condições.

O Jogo do Anjo – Carlos Ruiz Zafón


o-jogo-do-anjo

Fiquei fã do Carlos Ruiz Zafón desde que descobri “A Sombra do Vento”. Por conseguinte, tive que partir à procura de mais livros do autor e deparei-me com “O Jogo do Anjo” que é uma história anterior.

David Martín era um jovem amante de livros que sofria tanto com a pobreza quanto o desprezo do seu pai à leitura e à escrita. Após ficar órfão, começou a trabalhar num jornal e por incentivo de Vidal, tornou-se escritor profissional. Ele ganha notabilidade suficiente para entrar em parceria com uma editora, em prol de, escrever livros sob um pseudónimo de muito sucesso. 

Martín estava a passar por momentos difíceis e quando parecia que tudo e todos o abandonara, surgiu um editor francês, Andreas Corelli. Este promete dar-lhe a sua vida de volta em troca de, escrever um livro que consequentemente acordou o passado, mistérios e mortes. 

O Jogo do Anjo é um livro com suspense impressionante! Desde do começo deixou-me num estado de alerta, porque, algo de novo surgia, podia ser descoberta, podiam lançar uma nova carta ao jogo. E quando chegas ao fim, pensando que vais ter todas as respostas, afinal é só mais uma carta!

Por último, é um livro que te faz imaginar completamente um filme na tua cabeça. É uma das coisas que mais adoro neste autor, para além de, manifestar a importância e o valor de um livro: “Cada livro, cada tomo que está vendo aqui, tem alma. A alma de quem o escreveu e a alma daqueles que o leram e viveram e sonharam com ele. Cada vez que um livro troca de mãos, cada vez que alguém desliza os olhos por suas páginas, seu espírito cresce e se fortalece”.

T.

O Segredo – Rhonda Byrne

the secret

Estou numa fase de transição em vários sectores da minha vida, por isso este livro veio encaixar como uma luva! Muitas pessoas o criticaram negativamente mas até entendo a razão, outros adoraram e eu sou da equipe deles devido que, deixa-me totalmente leve e positiva.

No livro é desenvolvido uma teoria que existe uma lei de atração em que as coisas semelhantes se atraem, ou seja, se tens um pensamento constante sobre x assunto seja ela negativa ou positiva, estás a mandar uma mensagem para o Universo que queres que aquilo se realize. Vai atrair o que pensaste, para a tua vida, até mesmo o que não pretendes ter porque não faz a leitura do “não”. Ao longo do livro mostra vários exemplos de como “você é uma torre de transmissão humana…que cria a sua vida”, como aplicar o segredo, como mudar o que estás a viver no momento.

Há coisas que concordo plenamente, em geral se focarmos no que queremos, erguermos sempre a cabeça com uma postura positiva e principalmente trabalho, acredito que as coisas acontecem. Também ajudou-me olhar para o futuro e deixar o passado. Entretanto, há um lado deste livro que “trabalhar” não existe, podes conquistar aquilo que ambicionas por apenas pensares positivamente e imaginar que estás a receber e a viver o que desejas. Por exemplo, se mantiveres o pensamento que não vais engordar enquanto comes fast food, não vais engordar, é tudo da tua cabeça. Muito simples não é? Para mim não funciona assim.

T.

My Book Wishlist 2016

Untitled-1
Estou sempre mencionando isto mas é para as pessoas que são novas no blog saibam. Penso que, desde do ano passado é que propus a mim mesma o desafio de ler todos os livros aqui em casa (se estiver incorrecta corrijam-me!) e vou fazendo um review sobre eles assim que der tempo. Entretanto, já estou melhorando bastante nesse mundo literário e descobri qual o padrão de livros que gosto. Consequentemente, através de vários canais, fiz uma listinha das obras que tenho mais interesse em comprar e reparei que todas elas são em inglês mas mais para a frente tentarei variar. E Se alguém estiver na mesma página que eu deixem sugestões de livros aqui nos comentários!

T.

Código Da Vinci – Dan Brown

davincicode

Ocorrera um assassinato no museu do Louvre e o capitão Fache foi chamado ao local. Este deparou-se com o corpo de Jacques Saunière, um conceituado conservador do museu, com uma mensagem. Consequentemente, o principal suspeito do capitão, Robert Langdon, expert em simbologia e supostamente tinha um encontro marcado com a vítima, também foi convocado para apresentar-se no local de crime. Entretanto, enquanto ambos conversavam sobre o código, Sophie Nouveau apareceu e tentou livrar-se de Fache para salvar Langdon. Os dois fogem do museu e estão constantemente nesse ambiente de fuga, enquanto têm de desvendar a mensagem que o último Grande Mestre de uma sociedade secreta deixara.

Este é o primeiro livro que amei do Dan Brown! Já li o Inferno e fiquei desapontada devido que não desenvolvia o assunto tornando-o enfadonho, o caso era o cliché da médica bonita e o professor, o final nem comento. Contudo, temos este fantástico livro “Código Da Vinci” que também oiço muito “hate/love” mas estou no grupo de adoração por ele em razão de, ter sempre uma acção nova,  mudar de cena constantemente, muita história e arte que fascina-me completamente (principalmente sobre Jesus e Maria, pois não sou de nenhuma religião) e quando pensava que finalmente estava a chegar a uma solução ao problema ficava surpreendida e ansiosa por mais. Para mim isto é um livro dinâmico!

 T.

O Diário Da Nossa Paixão – Nicholas Sparks

odiariodanossapaixaoNuma casa de repouso um idoso visita a sua mulher que não se recorda dele, da família, de ninguém. Mesmo assim ele não sai do seu lado, e lê-lhe poemas e a história de amor que viveram:

Noah retorna para a cidade onde crescera e restaura a sua casa após o falecimento de seu pai. Allie vê a casa num jornal e decide visitá-lo, 15 anos depois do romance que tiveram na adolescência. Reencontrá-lo despertaram sentimentos que nem ela se lembrava mais, passearam juntos, recordaram momentos, ele se tornou exactamente no homem que ela pensava ser, envolveram-se novamente mas Allie estava noiva de Lon. Na manhã seguinte aparece a sua mãe e confronta-a, ela tinha de tomar uma decisão: Lon ou Noah.

O livro é muito cliché, há coisas que simplesmente fiquei “why god?”. Por outro lado identifico-me com ele porque vivo o mesmo amor, o verdadeiro e intenso amor, que há confiança, companheirismo, amizade, paixão e que não morre com nada que nos atinja. Até nós já tivemos momentos de “filme”, o meu favorito foi de uma tarde de verão, deitados a ver nuvens, não falávamos nada, só víamos as nuvens e era um silêncio bom.

T.

O Segredo da Torre – Debra Doyle e James D. Macdonald

osegredodatorre
Randal não podia praticar magia e precisava da permissão do mestre Balpesh, que vivia numa torre nas montanhas. Ele segue a sua jornada como escudeiro ao lado do seu primo cavaleiro e mais tarde reencontra uma grande amiga, Lys. Finalmente chegam à torre camuflada com magia, e Randal tem de libertar o feiticeiro correto e não o demónio Eram.

Para quem não sabe, este ano desafiei-me a ler todos os livros que estão na minha casa, este é um deles. Tem uma linguagem muito básica, ao lê-lo fez-me lembrar quando tinha 11 anos e adorava Uma Aventura, por isso é um livro que recomendaria à Tá de há 10 anos atrás.

T.

Inferno – Dan Brown

danbrown

Onde passava tinha sempre alguém que comentava ser uma péssima escolha outros que era legal e um deles foi o meu professor. Quanto a mim estava a gostar dele devido as informações de artes, um pouco de ciência e como era tudo muito bem detalhado.

O livro é sobre Langdon um professor universitário que acorda num hospital sem saber quem era, e quase no mesmo instante uma mulher tenta matá-lo no edifício e a Dra. Sienna ajuda-o a escapar. A partir daí a função deles é descobrir porque querem matá-lo e o objeto que encontrara no seu casaco.

Mais de metade do livro é focado nesse assunto, o que para mim foi muito cansativo porque não saía do lugar, era sempre eles em fuga, procurando e nunca mais avançavam. Entendo que o climax do livro porventura seja o mistério ou o fato de estarem sempre em movimento mas achei diferente.

Em suma, não é um livro mal mas também não me marcou, tanto quanto o desenvolvimento dele como o final. Mas é um livro que se lê bem, e adquire mais conhecimento sobre as artes.

T.