Não existe o momento certo

Imagine uma ponte.

Vamos designá-la de “vida equilibrada” e cada pilar que a sustenta são as minhas obrigações. Entretanto surge um imprevisto que se alimenta do tempo de um outro afazer ou perco o foco e quebra um pilar que desestrutura todas as outras. Se uma cai, é o suficiente para não saber entrar novamente na rotina que estava dando certo.

Numa daquelas crises existenciais da madrugada o assunto ficou a martelar-me na cabeça. Como poderia retornar ao ritmo em que me encontrava anteriormente? Quando seria o momento certo para dedicar-me? Qual é a prioridade? Se é prioridade ponho acima de tudo e quando for possível foco nas outras áreas? Passei meses num profundo solilóquio com esperanças de que o momento certo assomaria and it never came...

Eu esperava por algo que nunca chegaria porque não estava a tomar acção, era como se estivesse sentada a ver TV mudando de canal de vez em quando estagnada no mesmo lugar. Cada vez que prefiro deixar para amanhã pergunto-me, se não for agora, quando será? Nunca, esperar agir é equivalente a assistir a vida passar.

T.

Anúncios

2 thoughts on “Não existe o momento certo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s