Babysitting

Estou sempre de mente aberta para experimentar diversos trabalhos, adoro mudanças, que as coisas tenham mais dinâmica, por isso desafios é comigo mesmo!

Ser babá mudou a minha perspectiva em algumas coisas, anteriormente olhava para uma menina mais nova que eu (mas nada que fosse óbvio) e assumia automaticamente que era dela, nem colocava outra hipótese. Consequentemente passaram várias coisas na minha cabeça, mas nunca realmente refleti que ela talvez fosse babysitter da criança. Hoje, eu é que recebo os olhares julgadores de “estragou a própria vida” ou “coitada, tão nova”, as pessoas nem disfarçam e isso me incomoda muito.

Tirando esse detalhe do julgamento dos outros, tenho mais obstáculos nesta jornada. Aprendi a trocar fralda, dar leite, brincar, ser mais delicada, sensível, dar carinho, dar banho, ter paciência, estar atenta a tudo como se tivesse mil olhos, e principalmente como é o dia a dia da própria mãe. À sensibilidade, carinho, paciência, etc, que mencionei acima, não é que não saiba transmitir apenas que, com um ser tão pequeno, eles exigem em dobro.

Não é nada fácil este papel, não é para qualquer um porque é cansativo mentalmente. Sorte minha que levo tampões de ouvidos (atenua o som, não isola totalmente) para não ficar doida.

T.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s