viver a minha vida

Às vezes tenho a sensação de que estou apenas assistindo a vida dos outros e esquecendo de viver a minha. Não tem a ver com intrometer-me nos assuntos alheios, é mais testemunhar o avançar da história de tal sujeito enquanto que a minha parece pendente. Porventura tenho muitas distracções e perco-me facilmente das minhas obrigações para chegar ao objectivo determinado mesmo tendo estabelecido uma hora para tudo.

Para sair do papel de espectador e passar para o papel de narrador da minha própria história, o primeiro passo já foi realizado com sucesso, que é reconhecer o problema. O segundo é arranjar a solução para ela que penso ser nunca estar parada, criar novos hábitos, nova rotina.

Já faz dois meses que larguei coisas que me atrapalham e substitui por um comportamento que me beneficiasse de alguma forma. O primeiro sentimento sobre tal atitude é que é muito chato, não gosto e não quero, mas depois de realizado vem aquela sensação de alívio, ficou feito e amanhã é outro dia.

E é assim que as coisas vão avançando, parece tudo mais equilibrado, e penso que posso dizer que tenho novamente o controle.

T.

Anúncios

3 comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s