Relação à Distância

bfbubum

A questão que mais fazem a mim e ao David é como funciona a nossa relação à distância, como “sobrevivemos” e contei-vos há pouco tempo o nosso percurso até actualmente que não foi nada fácil, “a base de um relacionamento duradouro é a confiança” disse-me ele em 2012.

No 1º ano do nosso namoro eu fui a louca ciumenta e controladora porque tinha ideias erradas da universidade, ele foi sempre quem me “segurou” para não deixar o que tínhamos e me acalmou nos momentos de ciúmes, perguntava-lhe porque ele aturava aquilo e dizia-me que não lutou tanto por mim para apenas deixar-me, que o que tínhamos era verdadeiro. Mas houve uma altura que ele não aguentou e eu também não por isso tínhamos que dar uma pausa e só essa ideia mudou-me, deixei todas essas besteiras para atrás, aceitei conhecer todos do seu curso, conhecer a sua vida na Covilhã e fazer parte, é ai que entra o meu conselho conforme a minha experiência.

São 2 coisas muito simples, a 1ª delas é confiança. Antes de namorarmos éramos melhores amigos, partilhava-mos os nosso segredos, tínhamos ideias semelhantes sobre traição e falta de carácter, sabia que não tinha motivo nenhum para ter ciúmes porque conhecia-o mas tinha na mesma, babaquice de garotas. Se o teu namorado for sair não banca a paranóica, você fica stressada e ele não se diverte ou seja noite de discussão. Ele não te ligou o dia todo? Se calhar estava ocupado, você já pensou nisso?. Ele tirou fotos com raparigas? Estão enfiando a língua na garganta um do outro ou abraçados? Se não estão deixa de idiotice e confia nele. Acho que as meninas são muito criativas e inventam coisas onde não há nada.

E por 2º conversar. O David foi quem me “ensinou” sobre como resolvermos os nossos obstáculos porque sou muito de não ouvir, fico calada e chateada. Nunca deixes algo por dizer, porque isso vai crescendo dentro de ti e quando não segurares mais vai ser pior por isso fala na hora, conversem, pensem numa solução, onde ta errado e resolvam.

E como funciona as visitas? No início do mês vemos a semana menos cheia dos afazeres da escola e marcamos, ele vem passar o fim de semana na minha casa outra sou eu a dele, quando não dá para mim ele vem mais vezes ou quando tenho 1 semana a mais de férias que ele sou eu a visitá-lo. Com o passar do tempo habitua-se a esta rotina, torna cada encontro especial e damos mais valor aos nossos momentos.

Beijinhos, T.

Anúncios

3 comments

  1. Conheço essa situação! Mas, realmente confiança é tudo. Quando fui fazer meu doutorado na Alemanha, meu marido (na época apenas namorado) ficou aqui, foram 4 anos de relacionamento a distancia se encontrando apenas nas férias… Hoje, somos casados e temos uma filha linda de 2 anos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s