Dr. Scholl Creme Calosidades

A minha mãe me enchia o saco com as calosidades que tenho no topo dos dedos dos pés devido ao uso das botas da Lemon Jelly que faz muita fricção. Nunca me incomodou mas ela insistiu que usasse Dr. Scholl e eu, como adoro conhecer produtinhos, aceitei.

A marca promete reduzir em 7 dias as calosidades e tem de aplicar duas vezes por dia. Eu não consegui cumprir essas condições por isso aplicava uma vez por dia e vi resultados em 2 semanas. Houve uma redução contudo uso há 6 meses e não desaparece, porventura a pele seja demasiado expessa para este produto.

Apesar de não sumirem penso que se forem calosidades noutras áreas mais finas poderá ser mais eficaz, entretanto quero experimentar o Express 2 em 1 que ouvi que faz mesmo desvanecer as pele espessa.

T.

I’m going blonde

Em 2015 tentei ficar loira contudo ele deixou-me laranja e tem até um vídeo antigo falando do ocorrido. Como o trauma não foi suficiente para desistir esperei até encontrar um cabeleireiro que soubesse, para além de fazer o loiro perfeito, também lidar com os meus cachos porque claramente os portugueses não conseguem e eu entendo.

Encontrei o meu anjo da guarda e marquei para a semana alterar completamente o meu visual. Entretanto queria deixar-vos as minhas inspirações para esta mudança.

T.

Bullet Journal Update

Num outro post mencionei que o Bullet Journal tem sido essencial para organizar-me e como era o primeiro, comprei um caderno simples e barato. Bem… mudei de ideias.

Pensei que a estética do meu material não iria influenciar-me mas a beleza também é importante, instiga-me mais interesse escrever num caderno com um design personalizado. Assim sendo comprei canetas fineliner da Staedtler e um caderno de capa dura imitando o moleskine. Que diferença!

Este Bullet Journal tem a mesma estrutura, começa pela capa, legendas, goals, ideias para o blog, receitas e acrescentei um year tracker. Em seguida começa o mês de Fevereiro, achei que estava muito cheio de desenhos por isso no mês seguinte adoptei o estilo minimalista com traços delicados e clean.

A cada mês desvendo uma nova maneira de fazer as coisas, o que me agrada ou não, o que está fazendo falta. Por isso, em Abril, adicionei mais alguns elementos como progresso, despesas, e uma parte diário. Eu sei o quanto as pessoas ficam relutantes relativamente ao diário mas é muito prazeroso descarregar numa papel o que aconteceu no dia, é uma forma de evitar a melancolia da madrugada.

T.

Não existe o momento certo

Imagine uma ponte.

Vamos designá-la de “vida equilibrada” e cada pilar que a sustenta são as minhas obrigações. Entretanto surge um imprevisto que se alimenta do tempo de um outro afazer ou perco o foco e quebra um pilar que desestrutura todas as outras. Se uma cai, é o suficiente para não saber entrar novamente na rotina que estava dando certo.

Numa daquelas crises existenciais da madrugada o assunto ficou a martelar-me na cabeça. Como poderia retornar ao ritmo em que me encontrava anteriormente? Quando seria o momento certo para dedicar-me? Qual é a prioridade? Se é prioridade ponho acima de tudo e quando for possível foco nas outras áreas? Passei meses num profundo solilóquio com esperanças de que o momento certo assomaria and it never came...

Eu esperava por algo que nunca chegaria porque não estava a tomar acção, era como se estivesse sentada a ver TV mudando de canal de vez em quando estagnada no mesmo lugar. Cada vez que prefiro deixar para amanhã pergunto-me, se não for agora, quando será? Nunca, esperar agir é equivalente a assistir a vida passar.

T.

Troquei o Ginásio Pela Rua

Este é o 11º mês após a minha perda de peso, nem parece que vai fazer um ano que estou firme e forte na vida saudável. Todavia tive que fazer algumas mudanças, troquei o ginásio pela rua e encontrei alguns desafios pelo decurso.

Treinar no ginásio é mara nos primeiros meses, foi uma novidade e adorei a experiência. No entanto, todos os dias eram as mesmas máquinas, corria olhando para uma parede, se estivesse lotado perdia muito tempo à espera de cada aparelho, muitas vezes não treinava porque não podia ir nas horas calmas. Encontrei-me numa situação que já nem aparecia no ginásio e exercitava no exterior. Por conseguinte, tomei a decisão de ter o sol, o vento, as ruas movimentadas, tudo o que não tinha lá dentro porém, não refleti em todos os pontos.

Nos dias quentes não é um suplício sair de casa mas no mês passado houve uma altura de muita chuva e frio que apanhou-me incauta. A motivação era nula com o mau tempo e não tinha equipamentos adequados ao clima e para além de descobrir o dark side da minha escolha, o meu corpo também sofreu. Correr era muito mais difícil na rua do que na esteira e no treino de força podia não sentir um ardor tão localizado como seria numa máquina de leg press, mas trabalho mais músculos.

Apesar disso estou mais feliz assim e com o decorrer do tempo irei adaptar-me. Actualmente tenho um Personal Trainer (again) e um plano de treino mensal que poderei mostrar-vos num outro post.

stay healthy and awesome, T.

Sony AS210 headphones

fones

A minha orelha é mini, qualquer auricular que usasse não encaixava direito e até caía mesmo se eu estivesse estática. Felizmente, não vivendo mais na ignorância, existem auriculares para desporto.

Por 14,99 resolvi a minha situação e os meus treinos tornaram-se mais confortáveis. Confesso que tive receio que fosse demasiado grande na parte de trás mas podes ajustar ao tamanho da orelha. Penso que ainda devo mencionar que o som não transmite para fora, ou seja, não irá incomodar as pessoas à tua volta. E claro, o mais importante é que posso correr à vontade com eles e, salvo erro, são resistentes à transpiração.

T.

Batata frita sem ser batata

cenouraebatatadoce

Desculpem se estou muito atrasada nestas coisas mas, só agora descobri como substituir o desejo de batatas fritas de pacote por snacks mais saudáveis. Estava a ver no celeiro algumas opções e encontrei chips de quinoa, chips de mistura de vegetais, porém tudo muito caro por isso fiz em casa.

Testei cenoura e batata doce cortadas em tiras com pimentão doce, pimenta preta e um fio de azeite no forno por 20 min. E como não sou fã de cenoura, desta forma não se sente o sabor, apenas que é adocicado!

Por fim, para acompanhar, uso iogurte natural porque aprecio o azedo em contraste com o picante e o doce, prém podes usar maioneses e alho ou iogurte com caril que também fica delicioso.

T.

My book wishlist 2017

O meu objetivo este ano é ler 2 livros por mês por isso fiz uma nova lista de livros que quero comprar e se alguém conhecer algum destes livros, faça a gentileza de deixar o seu review aqui nos comentários. Enquanto isso, estou a ler “Admirável Mundo Novo” de Aldous Huxley ♥

As Portas da Percepção

“Aldous Huxley dá-nos uma descrição detalhada do mundo após o consumo de alucinogénios, fala-nos da beleza que encontra nas coisas mais banais e leva-nos a questionar até que ponto é que a nossa perceção do mundo é a verdadeira.”

O Ano Do Sim

“Uma das mulheres mais poderosas de Hollywood, a mega talentosa criadora deAnatomia de Grey e Scandale produtora executiva de Como Defender Um Assassinorevela como dizer SIM mudou a sua vida e como também pode mudar a sua.

Esta comovente, íntima e hilariante autobiografia explora a vida de Shonda antes do seu Ano do Sim -da sua infância algonerd, preenchida com livros e amigos imaginários, até à sua dedicação à criação de personagens televisivas que refletiam o mundo que via à sua volta. E relata a sua vida depois do iníciodo seu Ano do Sim -quando Shonda se obrigou a sair de casa e a subir ao palco; quando aprende a dizer sim à sua saúde e saiu das sombras para o sol; quando aprendeu a explorar, fortalecer, aplaudir e amar o seu eu mais verdadeiro.”

Pensar, Depressa e Devagar

“Daniel Kahneman, distinguido com o Prémio Nobel da Economia em 2002 pelo seu trabalho fundamental em psicologia que questionou o modelo racional de tomada de decisões e de formulação de juízos, é um dos mais importantes pensadores da atualidade. Pensar, Depressa e Devagar transformará a maneira como pensamos acerca de tudo.”

Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas

“Dale Carnegie cedo percebeu que o êxito tem pouco a ver com conhecimentos profissionais. O mundo pertence a quem consegue expressar as suas ideias, assumir a liderança e entusiasmar os outros.”

A Divina Comédia

“Longo poema épico e teológico, A Divina Comédia divide-se em três partes: o Inferno, o Purgatório e o Paraíso. Não há uma datação exacta da obra, mas presume-se que tenha sido escrita entre 1304 e 1321, ano da morte de Dante.”

As Armas Da Persuasão

“Depois de passar anos caindo na lábia de vendedores, arrecadadores de Doações e operadores de telemarketing, o psicólogo Robert B. Cialdini resolveu se dedicar ao estudo da persuasão. Ele queria entender quais eram os fatores que levam uma pessoa a dizer “Sim” a um pedido e que técnicas exploram melhor esses fatores.”

fontes: fnac e wook

T.

Ler na era das distrações

Progressivamente tenho estado menos presente na Internet para não asfixiar-me com tantas informações, mas antes disso a minha vida era cheia de distrações que afectavam a minha leitura.

Não lia um livro há um bom tempo, a última vez que me recordo adorá-los foi com uns 12 anos e parei porque ganhei um computador. Todavia, no ano passado desafiei-me a ler todos os livros que tinha em casa mas a tarefa era mais complicada do que parecia.Tive dificuldades em concentrar-me numa palavra, lia uma frase e voltava atrás porque não compreendia à primeira, em qualquer texto por mais breve que fosse tinha que repetir para absorver a informação. Essa incapacidade de concentração foi resultado das horas perdidas nas tecnologias.

Eu sentia prazer em ver o tempo voar e não pensar na minha vida, nas minhas tarefas e nos meus problemas enquanto estava nas redes sociais. Mas quando parava de navegar caía na vida real e ali continuavam a minhas responsabilidades a espera, por isso colocava outro episódio de uma série e submergia num estado de “hipnose”. E aqui entra a dopamina, cada vez que ia ver o que havia de novo, ela era libertada para me dar a sensação de prazer: estudar 5 min, ânsia de ver o Facebook, dopamina, tentar voltar a concentrar-me, estudar 15 min, ânsia de ver o Instagram, dopamina, e assim tornou-se um hábito.

Depois de uma fase de adaptação pós-depressão, fechei o computador e saí, eliminei apps do meu telemóvel, tirei o facebook, procurei mais livros, e ainda estou no processo. Em consequência e insistência de ler todos os dias notei o meu progresso como leitora, as palavras ficaram mais claras, assimilo o conteúdo mais rapidamente, e não preciso reler. Descobri que os livros são, agora, a minha fonte de conhecimento que vão moldar quem eu sou.

T.