Bullet Journal

bulletjournal

Estava procurando por livros no youtube quando surgiu “How to Bullet Journal”. Um simples sistema de organização que, tal como Ryder Carroll disse, é para ” rastrear o passado, organizar o presente e planear o futuro”.

Comprei o caderno mais barato que havia porque, caso não continuasse a escrever, não queria chorar por perder 20€ num Moleskine. Assim sendo, comecei o meu bullet journal, simples, sem decorações. Nas primeiras páginas está o índice, keys, goals do ano, ideias do blog e vídeos, receitas, livros, compras (lista de coisas que estão a fazer falta), future log , o meu horário com todas as responsabilidades e um gráfico de como estou a preencher o meu tempo. Depois disto tudo que é mais anual, fiz o Monthly log e o Daily log. Para mim é melhor haver em cada mês, metas de curto prazo que ajudem a elevar as metas de longo prazo, um mood track para ver como o meu humor oscila, compras do mês que ajuda ver para onde o meu dinheiro vai, workout e alimentação. No fim do mês de Janeiro faço um gráfico para ter uma visão geral do que aconteceu.

2 meses com este sistema é muito pouco tempo, porém, estou habituada a escrever todos os dias em apps por isso não foi difícil adaptar-me. É muito bom ter noção do que acontece com o meu tempo, com o que como, com o que faço e uma perspectiva da minha vida mil vezes ampliada. Entretanto isso é assustador por um lado! Começo a pensar que daqui a nada já vem o meu aniversário, o verão, passa e vem o inverno, e tudo começa outra vez. Para além disto, quando não faço nada que estava planeado sinto-me mal e consequentemente percebi que, não devo parar quando estou cansada ou triste apenas quando estiver feito. E se fica feito, tudo está equilibrado e organizado!

T.

Luva de Limpeza Para Pincéis

luvalimpezapinceisprimark

Estava farta de lavar os meus pincéis na palma da mão, sem nada que ajudasse a garantir que ficassem sem resíduos por isso achei necessário procurar uma luva.

Queria algo prático, não muito grande, mas principalmente barato. Entretanto, antes de comprar algo tento saber se dá para fazer em casa e neste caso há sim. Porém, se comprasse os materiais do tutorial e fizesse eu mesma, ficaria o preço de comprar esta luva da Primark por 2,50€. Tem o tamanho ideal, nem muito grande nem muito pequeno, deixou os meus pincéis impecáveis, até mesmo os de base e batom que são os mais complicados de lavar!

PS: desculpem a minha letra mas acho que está legível.

T.

O Blog Em 2017 – Novo Design, Rotina e Vídeos

Desde quando saí da depressão descobri que tinha um mundo lá fora, mas precisava de estar ausente aqui para poder explorá-lo e viver. Foi exactamente isso que metade de 2016 foi para mim! Agora, sabendo exatamente o que quero, é mais fácil traçar caminhos para alcançar objectivos para este espaço. Entretanto, o blog não está no topo da minha lista de prioridades, tenho algo mais importante pendente que requer muita atenção este ano. Assim sendo, postarei três vezes por semana.

Adoro gravar, tenho um monte de ideias, mas não me conheço ainda no youtube como no blog. A filmagem padrão não funcionou para mim, que é sentar e falar para a câmara. Não tinha vergonha mas também não me sentia confortável, deixava-me stressada. Contudo, quando comecei com vlogs já achei mais a minha cara e o último vídeo de 2016 foi o que realmente deu-me prazer editar. Por isso, como não tenho tudo figured it out, vou postar no fim de semana quando der.

Relativamente ao novo visual do blog, mudei porque queria algo mais leve, clean, moderno, que tivesse mais a ver com a Tá actualmente. Tirei informações da lateral e pus no rodapé para não ficar tão cheio quando estivessem a ler algum post. Ainda quero mudar a foto do cabeçalho por outra, mas espero que tenham gostado do resultado até agora tanto quanto eu!

T.

Máscara de Canela – Pele Oleosa

Se passo um tempo a comer mal a minha pele fica péssima e como qualquer outra pessoa hoje em dia faz, fui pesquisar no google para acelerar o processo.

É novo para mim e pode não ser para ti, mas descobri que a canela faz milagres ahah. Um ovo e uma colher de sopa de canela aplicada no rosto todos os dias durante uma semana, seca as borbulhas, deixa a pele mais lisa e menos oleosa. Contudo, na primeira vez que usei esta máscara o meu rosto parecia que estava pegando fogo, foi insuportável. Quando retirei estava todo vermelho, parecia um escaldão, super sensível mas esta reacção varia de pessoa para pessoa. Na segunda vez o desconforto inicial passou e actualmente uso apenas quando tenho breakouts.

T.

Minimalismo

Gradualmente estava a mudar a minha vida sem associar um nome para isso. Por casualidade, conheci o minimalismo e moldei-o conforme às minhas necessidades.

Tenho um quarto muito pequeno mas cheio de coisas e há uns meses comecei a sentir-me com falta de espaço, por isso vendi as minhas cómodas. Gastei 139€ para nada porque não estavam a fazer falta, os gavetões da cama eram grandes o suficiente para caber tudo. As próximas vítimas foram as roupas, sapatos e produtos de beleza: aquilo que não usava, doei; aquilo que não me recordava que lá estava, doei; aquilo que me deixava desconfortável, doei. Esse foi o primeiro passo.

Por coincidência, uns dias depois de fazer a limpeza, estava a assistir vários Ted Talks e surgiu “A rich life with less stuff”. Um dos senhores disse “I was living paycheck to paycheck… living for stuff” e eu estava na mesma situação, vivendo para as coisas, para possuir, para comprar. O que eu tinha não se ajustava às minhas necessidades na vida real, o que eu tinha era para satisfazer essa vontade de ter. Ter porque é bonito, ter porque acho que preciso, ter porque está em saldos, etc.

Para além de ser aplicado em coisas materiais, o minimalismo não fica por aí, é ajustável em outros aspectos como os teus pensamentos, acções e estilo. Sempre preferi vestuário e design, neutro, com um ar polido, simples, organizado e esse é o lado estético do minimalismo. Relativamente aos pensamentos é retirar o excesso de raciocínios que não te levam a lado nenhum e nem te fazem bem.

Hoje prezo muito como eu gasto o meu dinheiro e o meu tempo. Eliminei o Facebook, eliminei pessoas tóxicas, consumo de forma consciente (preciso? quantas vezes vou usar? já tenho parecido?), tento manter os meus pensamentos simples e finalmente priorizei o meu crescimento pessoal. Eu quero ser rica, rica em memórias, conhecimento, felicidade.

Por último, a graça do minimalismo é que ele adaptável, cada pessoa tem necessidades e vidas diferentes. É um processo que leva tempo, não tem começo nem fim e foca na qualidade em vez da quantidade.

T.

Gym life – Perda de Peso

Faz agora 7 meses que comecei a exercitar-me, primeiro com um Personal Treinar (13/Maio) e a partir do 3º mês no ginásio (5/Agosto). Queria vos contar um pouquinho dessa experiência que é hoje o pilar para o meu dia a dia.

Quando estava com 60 kg treinando uma vez por semana sem levar a sério a dieta até a segunda semana de Junho, havia um misto de sentimentos, ora estava farta, desinteressada, confusa, ora estava um pouco inspirada pela minha mãe. Entretanto, essas sensações começaram a mudar positivamente no momento em que vi alguma evolução: em Junho conseguia correr 30 min, em Julho corria 1h, a partir de Agosto (54kg) passei a treinar todos os dias sem excepção, no mínimo 4h até meados de Setembro(53kg). Com certeza esses últimos três meses foram o pico deste trajecto! Contudo, em Outubro (52kg) as coisas começaram a sair da linha, não sabia como organizar-me, o frio, comer fora, era sempre o mesmo treino e fiquei desmotivada, deste modo treinei 2-4 vezes por semana. No final de Novembro estabeleci uma rotina que tem dado certo até agora, porém receio que o meu peso fique estagnado.

Em síntese, o objectivo é definir o corpo independentemente do meu peso, não quero ficar agarrada aos números se achar que cheguei naquilo que ambicionava. Actualmente treino 6x por semana com uma alimentação mais cuidada!

let’s burrrrn fat, T.

img_20160722_171613

Julho 2016 x Julho 2015

img_20160916_143333

 Maio 2016 x Setembro 2016

Rain for Crystal Fighters

culottes3culottes1j

culottes4

Queria ver os Crystal Fighters com um outfit que tinha em mente, mas começou a chover um pouco e fiquei decidida que levaria as minhas botas de chuva da Lemon Jelly.

Acho que sou péssima em montar um look com botas de borracha, porém adorei do que saiu desta situação. Umas calças curtas, pesada, corte masculino com uma blusa de gola alta bem fininha. Penso que se tivesse deixado o cabelo solto o visual teria muito volume na parte de cima e nas calças, por isso preferi fazer as tranças.

Porventura, o outfit pode parecer muito simples mas estou numa fase minimalista!

T.

Estou Offline – Why I Quit Facebook

No ano passado tentei eliminar o meu Facebook e até mesmo a página do blog, porém sobrevivi apenas uns 3 dias e acabei por voltar. Este ano, solidifiquei as minhas razões para sair dessa rede social.

O Facebook é uma perda de tempo, partilhas várias coisas com os teus amigos, eventos, grupos, dá-nos informações inúteis, obriga-nos a lidar com pessoas que nem são tuas amigas, vês a vida alheia, temos a necessidade de verificar o perfil de x em x horas, isola-te do mundo real, etc. O tempo que perdia em conversas ou apenas scrolling o feed, poderia investir em mim, nos meus objetivos, nos meus estudos. Eu sei que há muita gente que consegue equilibrar as coisas (parabéns para você) mas, para mim, é uma distracção que não traz benefício nenhum para o meu futuro. Estas são as principais razões pelo qual saí, mas claro que há coisas boas e por isso criei um perfil vazio onde nao aceito ninguém, não tenho nada no feed para ver e a única função é permitir administrar a página do blog. A vantagem do Facebook neste momento é poder partilhar os posts automaticamente na rede (o blog está ligado à conta).

Também pensei eliminar o instagram, mas não sou viciada, só vou lá quando tenho foto para postar, aos meus olhos é como um álbum de fotografias. Entretanto para diminuir a quantidade de coisas que aparecem no meu feed resolvi deixar de seguir muitas pessoas sem selecionar (menos pessoas, menor o feed).

Toda essa mudança trouxe consigo revolta, algumas indignadas por ter apagado o Facebook, outras extremamente chateadas por ter deixado de seguir. É como se a rede social medisse a importância que essas pessoas têm para mim! E assim que apaguei o meu perfil senti que eu já não existia, apaguei a minha vida, não é preocupante? Mas como um amigo meu disse: “É a realidade em que nos encontramos. Há muitas pessoas que medem as ligações pelo offline e online”

Acredito que quem é realmente meu amigo, tem o meu número e vai me ligar para tomar um café e colocar a conversa em dia. É essa ligação offline que eu procuro e preciso agora.

T.